O nome do blog é retirado de uma estrofe do Hino da Madeira, o que indicia, desde logo, a minha matriz política de origem madeirense.

.posts recentes

. RUI RIO FADADO PARA VENCE...

. PERFIL DO NOVO LÍDER DO P...

. O SORRISO DOS POLÍTICOS (...

. O SORRISO DOS POLÍTICOS (...

. ZONA FRANCA – “AUTOEUROPA...

. HELICÓPTEROS “CLANDESTINO...

. OS PROCESSOS INCONCLUSIVO...

. PARA ONDE NOS LEVA O GOVE...

. UMA NOVA OBRA DE MISERICÓ...

. ANDAR A PÉ…

.arquivos

. Março 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Julho 2014

. Maio 2014

. Dezembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

Quinta-feira, 17 de Setembro de 2015

O essencial da Política

Artigo de opinião publicado na edição do JM - Jornal da Madeira de 12 de Setembro de 2015

Cada vez é maior a tendência para se confundir a Política com os políticos, ou mais precisamente com alguns políticos. Ora se é verdade que a Política é feita por homens, não é menos verdade que nem todos os políticos actuam de acordo com aquilo que é essencial na Política. Esta, para além de ser «a arte do possível», corresponde, na sua essência, ao governo dos povos, sem o qual reinaria a lei da selva e o consequente caos. Mas não se trata do exercício do poder pelo poder e sim do exercício da autoridade baseado em princípios, valores e normas, com vista à realização do bem comum. Daí que todos os políticos devam guiar-se sempre pela ideia de que o interesse da comunidade está antes e acima de qualquer interesse particular. Em suma, que o exercício da Política está ao serviço dos outros (das pessoas), dos destinatários da acção política e, em caso algum, ao serviço dos próprios políticos. Para que esta evidência se torne realidade é necessário, a meu ver, que os políticos, em todos os patamares da estrutura do Estado e demais entes públicos e em todas as manifestações do poder político, satisfaçam determinados requisitos. Antes de mais, que sejam pessoas idóneas. Que estejam disponíveis para o exercício da função e que tenham condições para a exercer na medida do que for exigido pela realização do projecto político sufragado pelo povo. Que sejam pessoas honestas, responsáveis e competentes. Convém esclarecer que a competência em política não é aptidão técnica – a Política não se confunde com tecnocracia -, é antes o conhecimento rigoroso das necessidades, interesses e anseios das pessoas, da situação do país, nomeadamente dos problemas com que se debate a comunidade no seu todo. Tudo isto só é possível se os que optam pela vida política forem cidadãos exemplares, sérios e competentes, generosos e patriotas, se aceitarem de bom grado os sacrifícios e privações que o correcto exercício da Política exige e impõe. Se perceberem que o que há de mais certo na Política é a transitoriedade dos cargos que ocupam. Se estiverem convencidos de que «sério na política só pode empobrecer», de que a Política não pode nem deve ser um meio de enriquecimento. Os políticos devem ser exemplo de transparência e abnegação, não em nome da lei, mas da Moral. Com isto não se pretende que a Política seja um mundo de arquétipos, de santos ou de heróis. A Política é uma actividade nobre e digna para ser exercida por pessoas normais. Mas a sua dignidade e grandeza depende do carácter, da qualidade e atributos dos políticos que a servem.

 

 

publicado por domaràserra às 15:28
link do post | comentar | favorito

.Manuel Correia de Jesus

.pesquisar

 

.Março 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds